DSCF9066

(Português) JOGOS EM FAMÍLIA

Arautos da Brincadeira, D. Berengário e D. Segismundo, só descansam quando todos participarem nas brincadeiras e jogos de outros tempos que prepararam: o quebra-bilhas, a vara-cega, a torre do tesouro, entre outras brincadeiras e surpresas.

DOMINGOS EM FAMÍLIA | JOGOS EM FAMÍLIA
5 FEV | 5 MAR | 2 ABR | 7 MAI | 4 JUN | 2 JUL | 6 AGO | 3 SET | 1 OUT | 5 NOV | 3 DEZ
11H | M/5 | 3,5 €
INSCRIÇÃO PRÉVIA | [email protected] | +351 218 800 620
SERVIÇO EDUCATIVO CASTELO DE S. JORGE

visitas em familia

VISITAS EM FAMÍLIA – O CASTELO NA 1ª REPÚBLICA

Na alvorada do dia 5 de Outubro de 1910, depois de confrontos violentos a decorrer há mais de 24 horas em Lisboa, a bandeira do Partido Republicano ergue-se no Castelo de S. Jorge. A República é declarada em Lisboa e seguiu por telégrafo para o resto do país. Durante a 1ª República um acontecimento marca a História Ocidental, a I Guerra Mundial. Parte o Corpo Expedicionário Português para a Flandres, combatendo nas trincheiras ao lado dos Aliados. Até à Constituição de 1933 o Castelo de S. Jorge volta a ser palco de acontecimentos bélicos que queremos dar relevo nesta visita.

VISITAS EM FAMÍLIA – O CASTELO NA 1ª REPÚBLICA
28 MAI | 26 NOV
11H | M/6 | 3,5 €
INSCRIÇÃO PRÉVIA | [email protected] | +351 218 800 620
SERVIÇO EDUCATIVO CASTELO DE S. JORGE

cavaleiros_lanceiros_escudeiros_2

ARTES BÉLICAS – BATALHA DE ALJUBARROTA

SÉCULO XIV – BATALHA DE ALJUBARROTA (1385) – o apoio inglês evita a união com Castela

Com a morte do Rei D. Fernando o legítimo e legal herdeiro do trono português era o Rei
D. João de Castela mercê do casamento com a filha D. Beatriz.
A hipótese de, pacificamente, submeter Portugal a Castela gorou-se, culminando em guerra civil, com a chamada Crise de 1383-1385. A grande nobreza dividiu o seu apoio mas a resistência centrou-se em D. João Mestre de Aviz, que contava com apoios entre a pequena nobreza, a burguesia e de Inglaterra. Mas os apoiantes de D. Beatriz podem contar com o apoio das forças do Rei de Castela e em 1385 uma enorme hoste ruma mais uma vez a Lisboa. Há que evitar um novo cerco à cidade de Lisboa como o do ano anterior, que seria debilitante para as aspirações do recém-coroado Rei D. João I.

O plano de D. Nuno Álvares Pereira (“O Condestável”) é parar a hoste inimiga (castelhana, portuguesa e francesa) numa batalha decisiva. Há uma grande disparidade de forças, mas as táticas ensaiadas na Batalha de Atoleiros (1384) dão alguma confiança.

O desfecho era menos que certo mas a disposição tática com os atiradores nas alas (besteiros do conto e arqueiros ingleses) reforçada com muita coragem e sangue português acaba por carregar o dia.

ARTES BÉLICAS
11H | M/5 | Bilhete Castelo S. Jorge
12 FEV | 14 MAI | 13 AGO | 12 NOV
OFÍCIO BÉLICO

seculo_xv_com_a_arte_de_gil_vicente

DANÇAS COM HISTÓRIA – DANÇAS DO TEMPO DE D. MANUEL I

Depois do começo, o apogeu. As velas portuguesas alcançaram a Índia e o Brasil, navegaram pelo Atlântico, pelo Índico e pelo Pacífico; padrões foram semeados nas costas de África e da América. Foi nesse final do século XV e início do século XVI que Portugal dominou o medo e o mar, esse Mare Nostrum em que tantos ficaram para sempre.
As melodias e as danças deste período de glória, no qual todos os sonhos pareciam ao alcance de um mero passo de dança e o futuro parecia sorrir a Portugal. Foi o tempo do Gama e de Cabral…

Estão em voga as Pavanas e Galhardas, as Spanholetas e as Cascardas. São danças de pares e de trios com complexas coreografias, sabiamente descritas nos tratados de T. Arbeau, Orquesographia e no Tratado Il Ballerino de Fabrizio Caroso I.ª ed. 1590.

DANÇAS COM HISTÓRIA | DANÇAS DO TEMPO DE D. MANUEL I
19 FEV | 20 AGO | 19 NOV
11H | M/5 | bilhete Castelo S. Jorge
ASSOCIAÇÃO DANÇAS COM HISTÓRIA

..