site specific com lisboa aos pes (800x600)

SITE SPECIFIC | FINALMENTE O CÉU

“Finalmente o Céu” (em latim, Caelum Denique) é um grito de guerra, ou grito de armas, usado pelas cruzadas durante as guerras santas. Um grito de incentivo à ação, à força, à proteção do guerreiro e à coragem.
A importância de São Jorge é enorme entre os Portugueses mas também em vários países do mundo. Simboliza nos dias de hoje a arte da vitória e da devoção, mas também o espírito de bravura e a força para se vencer os próprios medos. Apesar das nossas lutas é o equilíbrio que importa.
Como afirma Leonardo Boff, “Existem dois lados do ser humano: o de Dragão e o de São Jorge. Isso é assim porque a nossa vida é sempre feita de luz e de sombras, do dia-bólico (aquilo que separa) e do sim-bólico (aquilo que une).” São Jorge é o que nos mostra como, nessa luta, podemos ser guerreiros e vencedores. Ele enfrentou o dragão: dá rosto à força do eu, da própria identidade, garantindo a vitória.

SITE SPECIFIC | FINALMENTE O CÉU
dança
Residência | 17, 18, 23, 24, 25, 30 e 31 MAIO e 1 JUNHO (das 14.00 às 17.00)
Espetáculos | 7, 8, 14, 15, 21 e 22 JUNHO | 19.00
todas as idades | bilhete Castelo de S. Jorge

Orientação AMÉLIA BENTES
Cocriação e Interpretação ALUNOS FINALISTAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM DANÇA
Figurinos CATARINA MORLA
Fotografias JOAQUIM LEAL
Parceria entre a ESD – Escola Superior de Dança, Instituto Politécnico de Lisboa e a EGEAC/Castelo de S. Jorge

10_programa_castelo_maio

ALKANTARA FESTIVAL | CORBEAUX, de Bouchra Ouizguen

Corbeaux é inspirado no ritual da dança transe de Marrocos, bem como na figura não censurada do “louco”, referência comum na literatura persa dos séculos IX a XII. Loucura… mas que loucura: a loucura do génio e da sabedoria? A loucura que está no sangue? Alienado ou livre? Apaixonado ou desesperado? Corbeaux é interpretado por um grupo de cerca de 20 mulheres, de todas as idades, criando um encontro entre artistas marroquinas e um grupo de mulheres de Lisboa que serão selecionadas durante uma audição e através de um trabalho de workshops conduzidos a montante das apresentações. As performers locais misturam-se com os elementos da companhia marroquina formando uma “horda de corvos” singular. Desde a sua criação, em 2014, para a Bienal de Arte Contemporânea de Marraquexe, Corbeaux já foi apresentado em alguns dos centros de arte mais emblemáticos do mundo (como o Tate Modern em Londres ou o museu do Louvre em Paris), mas também em praças públicas ou em alguns dos bairros menos favorecidos das principais cidades. Esta performance procura um diálogo com a diversidade de espaços e as suas qualidades culturais, históricas e estéticas, misturando os habitantes locais com os espetadores que vêm especificamente para assistir à performance.

ALKANTARA FESTIVAL | CORBEAUX, de Bouchra Ouizguen
dança
23 MAIO | 20.00
24 MAIO | 17.00 e 20.00
25 MAIO | 20.00
todas as idades | bilhete Castelo de S. Jorge

Direção Artística BOUCHRA OUIZGUEN
Performers KABBOURA AÏT BEN HMAD, FATIMA EL HANNA, HALIMA SAHMOUD, FATNA IBN EL KHATYB, KHADIJA AMRHAR, ZAHRA BENSLLAM, MALIKA SOUKRI, HASNAE EL OUARGA, MARIAM FAQUIR
Difusão, administração MYLÈNE GAILLON

Produção Compagnie O // Co-produção Services de Coopération et d’Action Culturelle de l’Ambassade de France à Rabat, com apoio logístico de Instituto Francês de Marraquexe
Espetáculo criado em 2014 para a Bienal de Arte de Marraquexe

..