visitas em familia

THE CASTLE, THE ALCÁÇOVA (CITADEL) AND THE CONQUEST OF THE CITY

An exploration of the medieval castle and citadel and its relationship with the city itself. Focusing on the defensive structures of the medieval city of the 11th to 12th centuries, as well as the social, religious and economic situation of the time. This was the scene encountered by the Christian military contingent led by Afonso Henriques who, after a long siege of approximately four months, entered the city on 25 October 1147, hoisting the Christian standard aloft.

FAMILY SUNDAYS | FAMILY VISITS
THE CASTLE, THE ALCÁÇOVA (CITADEL) AND THE CONQUEST OF THE CITY
27 JAN | 24 FEB | 24 MAR | 28 APR | 26 MAY | 23 JUN | 28 JUL | 25 AUG | 22 SEPT | 27 OCT | 24 NOV | 22 DEC
11:00 | Over 6s | €3,50
ADVANCE BOOKING | info@castelodesaojorge.pt | +351 218 800 620
CASTELO DE S. JORGE EDUCATIONAL SERVICE

VESTÍGIOS DO ANTIGO PAÇO REAL DA ALCÁÇOVA

BEFORE THE CASTLE

Discover all the history and archaeology of the periods before the construction of the castle: the cultures that arrived in the city of Lisbon between the 8th and 3rd centuries B.C. and the impact that they had on trade, urbanism and the material culture of the period. Learn about the physical remains left by the arrival of the Roman Republican Army in the 2nd century B.C. and how their presence would later transform Lisbon into an imperial Roman city until the arrival of the Visigoths in the 5th century.

FAMILY SUNDAYS | FAMILY VISITS
BEFORE THE CASTLE
6 JAN | 3 FEB | 3 MAR | 7 APR | 5 MAY | 2 JUN | 7 JUL | 4 AUG | 1 SEPT | 6 OCT | 3 NOV | 1 DEC
11:00 | Over 6s | €3,50
ADVANCE BOOKING | info@castelodesaojorge.pt | +351 218 800 620
CASTELO DE S. JORGE EDUCATIONAL SERVICE

besteiros_do_conto_8

(Português) O CONTO DOS BESTEIROS DE LISBOA

Foi no final do século XIII que D. Dinis atribuiu 3 cartas de privilégios aos Besteiros do Conto de Serpa, evento que tradicionalmente marca o início oficial da formação dos vários contos de Besteiros pelo Reino. No entanto estas milícias concelhias tinham já longa tradição na sua organização.

A parte de explicação sobre a sua evolução, uso e capacidade bélica centra-se na história dos besteiros do conto, essa importante milícia municipal. Será abordada a totalidade da temática dos Besteiros do Conto, desde as suas obrigações milicianas, aos seus privilégios obrigações Reais.

Os besteiros farão a sua prática dominical de “tiro à barreira”, demonstrando a perícia dos atiradores e as capacidades das armas. Será colocada em campo um conto de besteiros, uma unidade liderada pelo seu anadel, devidamente equipada com as cores do Ofício Bélico e o restante equipamento usado pelos homens que treinavam o manejo destas armas.

Lisboa disponha do maior conto de besteiro do reino, totalizando 300 atiradores, em linha com o seu estatuto de capital do reino.

Apresentaremos uma coleção de bestas desde os modelos mais arcaicos sem noz de gatilho até aos modelos mais avançados com noz e arco em metal, bem como os diferentes modos de armar (p.e. polé, cranequim, garruncho, garruncha etc.), apresentaremos igualmente os vários tipos de virote e o seu uso. A evolução tecnológica e manufatura quer dos vários tipos de besta como dos vários tipos de virote é uma parte importante da explicação dada ao visitante.

Complementarmente poderão ser apresentados arcos como percursores da besta e arcabuzes como seus sucessores.

Os visitantes poderão experimentar o manejo da besta, sob da orientação dos membros do Ofício Bélico.

DOMINGOS EM FAMÍLIA | ARTES BÉLICAS
OS BESTEIROS DO CONTO DE LISBOA
13 JAN | 14 ABR | 14 JUL | 13 OUT
11.00 | M/5 | bilhete Castelo S. Jorge
OFÍCIO BÉLICO

seculo xv com a arte de gil vicente

DANÇAS E MÚSICAS NO PAÇO – SÉCULO XVI

DANÇAS E MÚSICAS NO PAÇO
POESIA E DANÇA – SÉCULOS XV A XVII
A voz e o corpo. O som e o movimento.
11.00 | M/5 | bilhete Castelo S. Jorge
ASSOCIAÇÃO DANÇAS COM HISTÓRIA E DOLCIMELLO

No princípio era o verbo. Depois veio o corpo. A palavra e o gesto. E assim se fez a dança. Impossível separar aquilo que a Natureza uniu. A Associação Danças com História e Dolcimello trazem ao Castelo de S. Jorge um conjunto de danças históricas assentes no que de melhor a nossa literatura produziu nos séculos XV, XVI e XVII…

SÉCULO XVI
20 JAN | 17 FEV | 17 MAR | 21 ABR
Liberta do latim medieval, senhora já dos seus plenos e amplos recursos, a língua portuguesa ganha o estatuto que a partir daí nunca mais perdeu. O português torna-se império e começa a gerar descendência, com idiomas crioulos e sotaques variados por esse mundo fora. É o tempo glorioso de Camões e mestre Gil, de Bernardim e de Resende. É o tempo dourado da poesia quinhentista.

Ao mesmo tempo, é o período de afirmação da dança portuguesa, sincrética e original, assente nos ritmos ibéricos e aberta ao que outras cortes dançavam. Essas mesmas cortes para onde as princesas portuguesas iam, desde Castela até à Borgonha e mais além.

Eis, pois, a palavra e a dança do século XVI acompanhadas por um conjunto de flautas renascentistas e percussão.

visitas em familia

THE CASTLE, THE ALCÁÇOVA (CITADEL) AND THE CONQUEST OF THE CITY

An exploration of the medieval castle and citadel and its relationship with the city itself. Focusing on the defensive structures of the medieval city of the 11th to 12th centuries, as well as the social, religious and economic situation of the time. This was the scene encountered by the Christian military contingent led by Afonso Henriques who, after a long siege of approximately four months, entered the city on 25 October 1147, hoisting the Christian standard aloft.

FAMILY SUNDAYS | FAMILY VISITS
THE CASTLE, THE ALCÁÇOVA (CITADEL) AND THE CONQUEST OF THE CITY
27 JAN | 24 FEB | 24 MAR | 28 APR | 26 MAY | 23 JUN | 28 JUL | 25 AUG | 22 SEPT | 27 OCT | 24 NOV | 22 DEC
11:00 | Over 6s | €3,50
ADVANCE BOOKING | info@castelodesaojorge.pt | +351 218 800 620
CASTELO DE S. JORGE EDUCATIONAL SERVICE

..