ACROBACIAS, FARRAS E FOLIAS

Nos entardeceres de verão, grupos de rapazes e raparigas, corpos jovens e vigorosos ocupam as praças e percorrem as ruas com os seus jogos e danças, tolices e fanfarronadas. Divertem-se desafiando a ordem, provocando vizinhos, saltando muros, trepando janelas e correndo sobre telhados, como quem quer voar, chegar mais além. Assaltam galinheiros e pomares, roubam dos estendais roupas brancas e rendadas, mascaram-se, superam-se, desafiam-se.

São jogos tolos, confrontos de força, demonstrações de coragem, de graça e agilidade, danças e jogos que lembram rituais de passagem ou de acasalamento.

Acrobacias, Farras e Folias é um espetáculo de Circo (acrobacias, manipulação de objetos e equilíbrios) que se desenvolve como uma dança acrobática, que oscila entre Apolo, deus da beleza, da razão, da clareza, da ordem e Dionísio deus da aventura, da música, da fantasia, da desordem.
Espetáculo inspirado nas «Danças de Lucta», prática performativa carnavalesca (presente em Lisboa até ao 1º quartel do século XX), desenvolvida por grupos, os jovens dos Bairros mais castiços: Alfama, Mouraria e Bica, para uma competição anual (provavelmente ancestral direto das atuais Marchas Populares).

SÁBADOS NO CASTELO | ACROBACIAS, FARRAS E FOLIAS
3, 10, 17, 24 e 31 AGOSTO | 19.00
todas as idades | bilhete Castelo de S. Jorge

CHAPITÔ

artes performativas

..