scriptorium-1

Oficina da Escrita: conhecer e aprender a ler as escritas antigas (Paleografia e Epigrafia)

Oficina da Escrita: conhecer e aprender a ler as escritas antigas (Paleografia e Epigrafia)

Alguma vez passou por uma igreja, por casas antigas, e viu, no chão ou nas paredes, pedras com letras indecifráveis? Ou abriu um livro antigo e não conseguiu ler nada, e ficou espantado quando lhe disseram que é português? Aproveite esta oportunidade única de aprender como se escrevia antigamente, aqui no Castelo de São Jorge!

Neste curso, composto por aulas teóricas e práticas, aprenderá a identificar os vários alfabetos usados em Portugal nos séculos XIV a XVI, e a reconhecer o sistema abreviativo medieval e moderno, fundamental para a leitura dos documentos sejam eles escritos em pergaminho, papel ou gravados na pedra. Ministrado em 6 sessões, de duas horas cada.

Com Filipa Avellar, especialista nas áreas de Epigrafia e Paleografia portuguesa.

Preço total 30€ (pré-pagamento)
Horário Pós laboral – 18h às 20h
Datas Novembro: 10, 16, 24 e 30; Dezembro: 7 e 14
Local Sala Ogival – Castelo de São Jorge
Inscrições info@castelodesaojorge.pt | +351 218 800 620

3 ©Tiago.Ladeira_O que liga as pedras do Castelo_web

O que liga as pedras do Castelo? – Oficina de argamassas

O que liga as pedras do Castelo? – Oficina de argamassas

Convidamos para uma oficina de Argamassas! Sabem o que é? Nós iremos esclarecer. Um dos ingredientes principais na construção dos castelos!
No decorrer da oficina será possível perceber como se faziam as argamassas; quais as variedades que existem no Castelo de São Jorge; compreender como se restaura e preserva uma argamassa nos dias de hoje e, principalmente, descobrir e pôr em prática a sua receita.

20 de novembro – sábado
15h, M/6 anos, PT
3,5 euros (mediante marcação prévia)
Duração aproximada de 1h
servicoeducativo@castelodesaojorge.pt | +351 218 800 620
com Mafalda Alegre (Conservação e Restauro) e Raquel Guerreiro (Serviço Educativo)

convite1

Lançamento de “Diário das Nuvens”

O Castelo de São Jorge tem o prazer de receber o lançamento do livro “Diário das Nuvens”, de João Francisco Vilhena e João Paulo Cotrim, com leituras de Elisabete Caramelo. No dia 20 de Novembro, às 17h00 na Sala Ogival.

Entrada por convite.

Se tiver interesse em assistir ao evento, contacte info@castelodesaojorge.pt

“Diário das Nuvens”

Dois amigos que há muito se não viam reencontraram-se. E logo ergueram planos, vários, que foram pondo em movimento, em invariável busca do cruzamento entre imagem e palavra. Estavam nisto quando regressaram os dias que pareceram um só, estendido até perder de vista. Suspenderam-se os encontros e os abraços congelaram no ar. Era o confinamento. Diz um: as nuvens olham por nós, envolvem-nos em silêncio. Podem absorver maus pensamentos, só por lhe devolvermos um olhar paciente, diz o outro. O primeiro escolhia a nuvem vista da sua janela de último andar e logo transmitia desafio, travando a passagem das massas fascinantes. O segundo na varanda do seu derradeiro andar parado antes do céu acompanhava a dança sem marcação, na absoluta liberdade da recolha de ecos do mundo e do espírito das palavras. O parágrafo só se fechava, entre o delírio e a trova, a observação e o pensamento, com o espelho da fotografia. No recolhimento imposto pela catástrofe estes dois amigos, que vivem ambos rente ao céu, impedidos de o fazer de copo na mão, insistiram no jogo dos vasos comunicantes. E prolongaram-no em filmes, em exposições, neste livro, que se apresenta no próximo sábado, dia 20, na sala ogival do Castelo de São Jorge. O mais limpo dos céus contém a promessa de nuvens. Mas a névoa não tem que significar mau tempo. Sigamos o sopro e os ventos.

https://abysmo.pt/diario-das-nuvens-de-joao-francisco-vilhena-e-joao-paulo-cotrim/

..